O Lobo

adolf_hitler_portrait2

Pastor ou Lobo?

Por Luiz Leite

O rebanho ficou à mercê do seu mais voraz predador quando Adolf Hitler ascendeu ao poder na Alemanha, em 1937. Hitler veio para confundir e com um talento arrebatador conquistou a atenção dos milhões de alemães humilhados e inseguros, com sua voz rouca e retórica afogueada e dramática. Em tempos de crise os oportunistas fazem hora extra e se multiplicam aceleradamente. Tony Allan nos conta em seu Livro de Ouro das Profecias, por exemplo, que a astrologia “teve mais praticantes na Alemanha na década de 1920 do que em qualquer outra parte da Europa”.

Hitler, com seu discurso eletrizante e envolvente conduzia os alemães a visualizarem quase que tão bem quanto ele mesmo o sonho megalomaníaco de uma grande Alemanha, diferente do país que saiu da primeira guerra derrotado e ainda mais severamente humilhado pelos termos do tratado de Versalhes. Atordoados pela poderosa metralhadora giratória que era a sua oratória, poucos tinham condições de discernir na escuridão da longa noite em que a Alemanha adentrara, se aquele homem era mesmo o pastor de que a nação necessitava, ou um lobo pronto a conduzir o país ao seu mais terrível pesadelo.

O fato é que o enigma chamado Adolf Hitler tem início no seu próprio nome. “Adolf” significa “lobo nobre”, ao passo que “Hitler” tem origem possível na palavra “hütte” que significa “pastor”. Pastor ou lobo? A história já deu o seu veredicto. O nome entrou, à força, na galeria daqueles que realizaram grandes feitos. Se não fosse por um único erro estratégico cometido por Hitler, que a exemplo de Napoleão investiu contra as terras russas, provocando o velho urso, possivelmente o mapa geopolítico do mundo hoje teria outra feição.

Adolf Hitler foi um dos grandes realizadores que deixou uma marca indelével na história da humanidade. Enquanto houver mundo, o nome desse homem incrível será mencionado, livros continuarão sendo publicados e a sua figura enigmática continuará atraindo a curiosidade de milhões. O reconhecimento de estadistas do mundo todo de que ele foi um grande líder, um exímio estrategista, na verdade é o louvor a ele devido pelos seus feitos. Entretanto, ninguém, em sã consciência o adoraria. Hitler inspira admiração como líder, mas não inspira devoção como pessoa. Louvamos a alguém por aquilo que essa pessoa faz. Só nos devotamos a ela por aquilo que ela é! Como líder foi notável, como pessoa foi monstruoso!

É bem sabido de todos que Hitler foi um daqueles que se rendeu ao “lado escuro da força” e detém o título nada invejável de super anti-herói número 1. Ninguém, entretanto, poderia negar que Hitler tinha um sonho, um plano, e uma determinação inquebrantável.

Dotado de coragem e intrepidez, traços comuns a todos os grandes estadistas, Hitler provou ser um soldado de valor durante a primeira guerra mundial e foi distinguido com a famosa condecoração da cruz de ferro, por atos de coragem. Ferido duas vezes no campo de batalha, terminou a guerra confinado a um período de convalescença em virtude e prosseguiu sua vida após a guerra vivendo uma vida miserável em país arruinado e sem perspectiva.

Ergueu-se no cenário, e dos destroços e do desespero de uma nação falida abriu caminho entre os escombros para ascender ao poder e construir um nome notável para si. Onde muitos vêem crise e desfalecidos entregam-se de vez à mediocridade e ao pessimismo, os realizadores identificam oportunidades únicas de ascender à plataforma do sucesso.

O lobo nefasto ergueu-se em meio à uma crise sem precedentes e carregou consigo uma nação inteira. HItler alinhou suas forças com a oportunidade. Percebeu que tinha um talento muito acima da média na área da oratória e da articulação política. Tirou vantagem tanto do seu potencial quanto da crise externa, pois não viu crise na crise, antes enxergou possibilidades.

É notório que Hitler obteve o sucesso sonhado. Utilizando-se da ética da personalidade, Hitler encantou os seus seguidores e pouca importância deu à ética do caráter. Cresceu para cima, mas nunca se importou em crescer pra dentro, em crescer, como as árvores, para baixo. A tempestade veio e Hitler caiu. Esse é o fim de todos os que tomam a rota do sucesso  a qualquer custo. Mas não se pode negar que foi um homem de foco e que teve o seu dia de glória!

Trecho do livro O PODER DO FOCO

O Poder do Foco

O Poder do Foco

Por Luiz C Leite

Carreguei por muitos anos uma frustração que mais parecia uma maldição lançada pelo Ultraje a Rigor no início dos anos Oitenta que dizia: “A gente faz música e não consegue gravar…inútil…a gente somos inútil!” (Se voce tem mais de 30 possivelmente se lembra do refrão) Eu que compunha música popular na época, que ganhei festival, que cantei pra “bicho grilo”, que sonhava gravar um LP, acabei vendo o sonho desvanecer… Compus muitas músicas, mais de uma centena, não consegui gravar nenhuma e acabei me esquecendo de quase todas.

Escrevia poesia, linhas graves e versos brancos graciosos que, se assinados por um Quintana, Patativa do Assaré ou Cora Coralina, seriam sem dúvida celebrados e recitados por esse Brasil afora. Sonhava ser poeta, e mais, viver de poesia! Delírio completo… A pretensão de viver de versos com ou sem métrica originava-se da idéia que fazia de que “Drumonds” surgiam como capim que por todo canto se encontra!

Dos poemas e crônicas que também produzi, decidi por imposição da necessidade de sublimar, começar a escrever meu primeiro livro. Tomei gosto e não mais parei. Já no sétimo livro e com mais três ou quatro em andamento, acordei, como de um pesadelo, assombrado pelo Ultraje a Rigor fazendo caretas e, com suas guitarras estridentes cantando: “A gente escreve livro e não consegue publicar…inútil…” Quase tive um troço. Calei a boca do Ultraje a Rigor quando disse pra mim mesmo: “Pois vou publicar meus livros sim!”

Fechei o foco sobre a paixão que me move, sobre aquilo que gosto de fazer, cri na minha potencialidade, organizei minhas forças e perseverei… Resultado? Está publicado o primeiro livro. O Poder do Foco não é apenas um bom livro para se ler, é uma leitura fundamental para aquele que necessita rearranjar seus potenciais e reinventar sua história. Voce sem dúvida vai gostar! Boa leitura!

Ps.: Se voce quiser receber um exemplar envie um email para ictus_33@hotmail.com para maiores informações.

Para ver video acesse: http://www.youtube.com/watch?v=Aazw5VBHdZc