União Homoafetiva e Escatologia

União Homoafetiva e Escatologia

Por Luiz Leite

União homoafetiva é um eufemismo. Neste caso, um termo suave para maquiar uma situação vexaminosa. A homoafetividade, considerando a amizade afetuosa entre pessoas do mesmo sexo é natural. O que não é natural é o engajamento sexual entre indivíduos do mesmo sexo. A isto denomina-se abominação. Este é o termo que a Bíblia utiliza para tal situação. “Com homem não te deitarás como se fosse mulher; é abominação.” (Lv 18.22).

Por milhares de anos a humanidade interpretou o homossexualismo como uma aberração, salvo em determinadas civilizações e isto por alguns momentos curtos de sua história. Geralmente as civilizações que adotaram tais práticas, a começar pelas emblemáticas Sodoma e Gomorra, enfrentaram declínio e o consequente juízo divino após enveredarem pela senda de tamanha depravação.  Nunca foi conduta normal. A norma sempre foi outra.

O que se assiste em nossos dias é a legalização desse estado de absoluta bestialização da sexualidade humana. Os números apresentados pela última pesquisa  (ainda que possivelmente manipulados) apresentaram um resultado assustador: apenas 53% da população entrevistada se manifestava contra a união estável homossexual. A aceitação começa a se mostrar cada vez mais forte e assim vai se tomando por normal o comportamento assimétrico da sodomia.

Todo esse cenário tem um viés escatológico. O Senhor Jesus disse que sua vinda aconteceria em dias como os dias de Noé. A iniquidade multiplicou-se tanto naqueles dias a ponto de não haver um íntegro, senão Noé. De igual forma, em Sodoma e Gomorra a humanidade se corrompera tanto que apenas o justo Ló se salvou…  Os rumos que a sociedade moderna vai tomando atrairá o juízo sobre si e isto não se trata de discurso homofóbico como alguém poderia julgar. O Eterno já interveio na marcha desenfreada da humanidade caída queimando suas cidades e destruindo suas torres antes. Que ninguém se engane, Ele o fará de novo! Os sinais falam por si.

Escatologia Errante

Escatologia Errante

Por Luiz Leite

Geralmente relacionamos ano novo com sonhos, planos, projetos… Planeja-se viagens, filhos, aquisição de bens, e com isto contempla-se a continuidade da vida e a expectativa de dias melhores. Como alguns efusivamente afirmam, o melhor de Deus ainda está por vir!

Como desejar um Feliz Ano Novo se ele não vai durar nem 6 meses? É isto, o ano de 2011 vai durar apenas 4 meses e 21 dias, nada mais, nada menos. Segundo tem divulgado um grupo religioso dos EUA, o arrebatamento da igreja acontecerá exatamente no dia 21 de maio… O fim do mundo propriamente dito acontecerá 6 meses depois, no dia 21 de outubro!

Cumpre antes de mais nada admitir que escatologia é terreno complexo e de conclusão fugidia. Entretanto, ainda que se admita as dificuldades às vezes até mesmo obscuras da disciplina, uma exegese mais amadurecida e acurada não permite os disparates como aqueles que os mestres da escatologia errante vez por outra alardeiam por aí, afirmando que o fim está às portas com dia e hora marcados.

Em 2009 foram distribuidos em São Paulo panfletos que anunciavam o fim dos tempos com data precisa, exatamente como já aconteceu em outros  momentos da história quando seitas cristãs ousaram publicar o resultado de suas especulações escatológicas marcando data para o retorno de Jesus e eventual fim do mundo.  O panfleto citado acima declara:

“No ano de 2011 d.C. serão exatamente 7000 depois do dilúvio de Noé. Será o fim do período de tempo dado ao homem para encontrar a graça de Deus. Isto significa que o tempo para encontrar refúgio em Cristo tem se tornado muito curto. Não nos resta muito tempo até o ano de 2011… sabemos que o ano de 2011 é o ano em que se completará 7000 anos depois do dilúvio. E tambem sabemos que Deus vai destruir o mundo nesse ano. Mas quando vai ocorrer em 2011; Dizemos anteriormente que a era da igreja chegou ao fim em 1988 d.C…”

Ainda que os nossos tempos sejam tempos de grande apostasia e os sinais nos deixem em estado de alerta, temos visto através da história vários grupos religiosos “agendando” o fim do mundo para essa ou aquela data, causando transtorno e decepção a muitos.

Grupos como os Adventistas, Testemunhas de Jeová, para citar os mais conhecidos, nasceram de interpretações escatológicas errôneas que anunciavam o fim dos tempos; como o Jesus não voltou nas datas por eles estabelecidas e o mundo não acabou, tiveram que se utilizar de um verdadeiro contorcionismo de explicações mirabolantes para sustentar o fiasco.

Infelizmente nem sempre é longo o caminho do embuste à tragédia.  Um desses grupos, os chamados Davidianos, protagonizou uma cena que ainda hoje nos deixa perplexos. Dissidentes da igreja Adventista do Sétimo Dia, os Davidianos apresentaram-se à grande mídia em 1993, num confronto mal explicado com o FBI no seu complexo em Waco, no Texas, EUA, que resultou na morte de quase 80 pessoas. O evento marcou o final trágico de mais um grupo de fanáticos que  criaram a partir de suas próprias interpretações equivocadas um apocalipse particular.

Jesus vai voltar sim. Devemos estar preparados para o seu retorno, mas não precisamos nos deixar impressionar ou amedrontar pelas predições desses que insistem em contrariar as palavras do próprio Senhor Jesus que, quando questionado acerca de sua volta e consequente restauração de Israel, disse: “NÃO VOS COMPETE CONHECER TEMPOS OU ÉPOCAS QUE O PAI RESERVOU PELA SUA EXCLUSIVA AUTORIDADE.” (atos 1.7)

Barack – O Escolhido

Barack Hussein Obama

Por Luiz Leite

Filho de pai africano (negro), e mae americana (caucasiana), nao e negro nem branco. Assim como a comunidade negra tem o direito de dizer que o presidente e negro, a comunidade branca teria de dizer que e branco! Satisfaz a todos? De pai “muculmano” e mae “crista” – nem um nem outro eram praticantes – so pra apaziguar os religiosos – teve a base da sua formacao (primeira infancia, onde tudo se define) sob a influencia de sociedade muculmana no pais de maior populacao muculmana do mundo, Indonesia.

Nos Estados Unidos, entretanto, converteu-se ao Cristianismo. Agora ja satisfaz tambem o Ocidente cristao… Que legal!! Asia, Europa, Africa, Americas, todos o desejam, todos o aplaudem, todos o querem… O nome barack, (tanto em arabe quando em hebraico, significa o abencoado)  Nos bastidores de sua campanha presidencial, seus correligionarios se referiam a ele como “O Escolhido”! Seria ele? Sera que ele e’?

Multi-racial, multi-nacional, multi-confessional!!! Completamente dentro do que se espera de um lider pos-moderno… Politicamente correto, racialmente correto, religiosamente correto… Sem duvida um lider com perfil jamais visto no cenario politico internacional.

Veja o video e confira. Exatamente como exige o figurino.

Obs.: Artigo postado dos EUA. O teclado aqui nao me permite colocar os sinais que determinadas palavras reclamam.