Um país sem vergonha!

vergonha do senado

Por Luiz Leite

Quando Charles De Gaulle, presidente da França, disse, em meados dos anos 60, que o Brasil não era um país sério, notas de protesto ressentido se fizeram ouvir por todos os cantos da nação. Enraivecidos, milhões reagiram à observação do francês como se este tivesse chamado sua mãe de mulher de vida fácil. Décadas depois outro francês, Gerome Valcke, secretário geral da FIFA, acirraria os ânimos dos fervorosos patriotas ao dizer, com as obras atrasadas no meio dos preparos para o grande fiasco da copa de 2014 (naturalmente para dar tempo de superfaturá-las ainda mais), que precisávamos de um belo“chute na bunda” para as coisas saírem no tempo apontado.

Se fôssemos mais honestos receberíamos críticas com mais humildade e reflexão mas, como é comum à natureza humana, preferimos naufragar com a bajulação a ser salvos pela crítica. Com todo o respeito aos cidadãos de bem, aqueles que compõem a verdadeira reserva moral da nação, o Brasil talvez não seja uma República das Bananas, considerando o tamanho respeitável de sua economia, mas sem dúvida é um país de bananas! Temos sido roubados descaradamente por um bando de quadrilheiros que se instalaram no poder e toleramos passivamente que esses mequetrefes descarados ainda nos governem!

Estamos em maus lençóis! Não podemos confiar em uma palavra que dizem esses bilontras com seu discurso pronto sobre ética e transparência na gestão da coisa pública. É de causar náusea ouvi-los! Ninguém assume nada. Todos são vítimas de uma conspiração para derrubá-los… Posam de santos, mártires, imaculados como a virgem! Vimos o presidente da república, Michel Temer, pela segunda vez, comprar sua sentença, coisa comum neste país, através de manobra política que envolveu distribuição de dezenas de cargos de confiança. Na mesma semana vimos o Senado Federal, passar a mão na cabeça do senador Aécio Neves, que só não foi preso ainda por causa da imunidade parlamentar. Confirma-se, mais uma vez, ser o senado, com parcas exceções, um covil de ladrões advogando em causa própria. Dos 44 parlamentares que votaram a favor de Aécio, 28 respondem a ações penais ou inquéritos, segundo o jornal O Globo.

Manobras descaradas realizadas por partidos qualificados pelo ministério público federal como organizações criminosas seguem acontecendo no congresso nacional. Quase nada ali reflete os anseios da nação que, a cada dia vê aumentar a agonia… Uma pergunta é comum a todos: Até quando? Vê-se avolumar o coro pelo inconcebível: intervenção militar. Ninguém dentro do Estado democrático de Direito desejaria tal coisa! Mas o clamor que aumenta revela os níveis do desespero de um povo que está cansado de ser achincalhado. Em palestra recente, para aumentar a indignação, o procurador da República Deltan Dallagnol disse que as malas de dinheiro continuam correndo por aí, à despeito da operação lava-jato. O Brasil mata os seus filhos de constrangimento, vergonha e raiva… O recurso dos desesperados nunca é a melhor opção, mas, às vezes, costuma ser a única! Que país é esse? Este é o país que construímos, eu, tu, ele, nós, vós, eles…

Anúncios

13 comentários sobre “Um país sem vergonha!

  1. Rodolfo Rocha disse:

    O Pastor, cantor e compositor André Valadão, em mais uma atitude ousada para os Evangélicos, inovou ao convidar o Procurador da República, Sr. Deltan Dallagnol, para ministrar a Palavra de Deus na sede de sua congregação, Igreja Batista da Lagoinha, uma vez que o referido membro do Ministério Público é cristão e compartilha dos princípios bíblicos.
    Tive a oportunidade de assistir à pregação e pude observar a preocupação do Procurador com o combate à corrupção e, principalmente, com a formação do caráter do povo brasileiro. Entretanto, para tristeza deste signatário, um percentual considerável das pessoas que compareceram aquela reunião, ao perceber que o convidado da noite era o homem responsável por prender a maioria dos políticos desonestos deste Estado, deixou o auditório durante a sua fala, oferecendo, portanto, as costas ao personagem mais relevante da história contemporânea do nosso país. Deram uma, de fato, banana para o Pregador da noite.
    A atitude daqueles cristãos gerou tamanha indignação no Pastor André que, no culto seguinte (Culto Fé – realizado às terças-feiras), ele expressou, com veemência, sua decepção com os Evangélicos e disse não reconhecer quem realmente faz parte do povo escolhido por Deus para divulgar as boas novas.
    Feita essa breve reflexão, deixo a seguinte indagação: Se o povo que serve a Deus teve essa atitude, o que podemos esperar do restante da nação que, sequer, conhece o Criador?
    Que Deus “abra os olhos do meu coração”.

  2. Janer Moreira lopes disse:

    Pura verdade, dá nôjo assistir tudo isso, sem meios pra acabar com essa bandidagem. Resta buscar, nas FFAA a truculência para por pra correr esses degenerados, que não merecem outro tratamento.

  3. Hercules disse:

    É dolorido admitir, mas, me sinto um “banana” no país das bananas.
    Existe uma frase célebre “Todo povo tem o governo que merece”.
    Não defendo nenhum deles, por mim, seriam execrados, destituídos do poder, confiscados todos os seus bens, após o processo legal, e, colocados na estatística dos quase 13 milhões de desempregados.
    Mas, eles são eleitos pelo voto direto, são legitimados para nos roubar e saquear a nossa rica nação com nacionais pobres.
    Tenho uma proposta: Em 2018, vamos renovar o congresso não voltando em ninguém que lá esteja, vamos escolher novos pretensos ladrões e na próxima eleição, avaliarmos e fazer o mesmo, e assim, sucessivamente.
    Ou, conforme previsão constitucional, se houver 50% + 1 de votos nulos, deverá haver nova eleição com novos candidatos e os literalmente, bananas, ficariam à ver navios por 4 longos anos.

  4. luiz leite disse:

    Renovar e remover pelo voto. Um sonho! Mas as raposas são mais espertas que os bananas… :/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s