Profetismo Desvairado

louco2

Profetismo Desvairado
Por Luiz Leite

Estamos em 2017. Nem sei como chegamos até aqui! A julgar pelo profetismo desvairado que hoje encontra nas redes sociais grande vitrine e audiência, estamos no lucro… Ufa! Que alívio! O Brasil deveria ter sido destroçado em junho, em agosto, em setembro, em dezembro… Tudo isso em 2016!

Nossa economia, que já vinha flertando com o abismo deveria ter se precipitado num buraco sem fundo… Nossa política que já se encontrava nas mãos de um bando de corruptos certificados internacionalmente, deveria estar agora nas mãos de um renegado filho do cão… Nossas cidades litorâneas, já empesteadas pelo caos administrativo, dengue e crime, seriam devastadas por um tsunami de proporções impensadas…

Tudo isso em 2016, segundo videntes e sonhadores, todos falando em nome do Senhor. Muitas pessoas, das mais impressionáveis, talvez milhares, ficaram alarmadas, sob a sugestão tresloucada dos supostos profetas que, com vozes embargadas, enviaram suas mensagens, acompanhadas de datas tidas como certas para o cumprimento de seus augúrios.

Felizmente, o grande desastre na costa não aconteceu… Pude visitar minha mãe que mora no litoral e levar os sobrinhos à praia, pude nadar, mergulhar… Pude sentar—me relaxadamente e tomar água de coco com meus irmãos e irmãs enquanto as crianças brincavam nas águas tranquilas sob as cores de fins de tarde de beleza extravagante….

O grande desastre do mercado também não se concretizou (o que seria uma maldade para uma economia já tão combalida!). A economia segue, ainda que claudicante e frágil, dando sinais tímidos de recuperação… Não há espaço para enumerar aqui tantas profetadas destes supostos oráculos. Mais um ano pela frente e eles não se conterão. Logo estarão de volta, trazendo suas mensagens, recebidas em transes estranhos, visões e sonhos supostamente vindos do céu.

Foi por essas e por outras que Freud, dentre outros, voltou os olhos para esses fenômenos religiosos e os colocou sob os olhos desconfiados da suspeição. O que Freud e a psicologia vão colocar em questão é a validade destas e de outras muitas farsas que se pode observar no universo das religiões. E quando ousam afirmar que tais videntes padecem de alguma espécie de distúrbio psíquico não erram, nem com isso ferem o sagrado.

Por essa razão as Escrituras são extremamente inclementes com os tais profetas, pois são eles que comprometem e põem em descrédito o ministério dos profetas autênticos. Diz o SENHOR: “Acaso não tivestes visão de vaidade, e não falastes adivinhação mentirosa, quando dissestes: O Senhor diz; sendo que eu tal não falei? Portanto assim diz o Senhor Deus: Porque tendes falado vaidade, e visto mentiras, por isso eis que eu sou contra vós, diz o Senhor Deus.” (Ezequiel:13:7—8)

Fala Deus!

A Jornada

mensagens_de_boa_viagem

A jornada

Por Luiz Leite

Estamos no início de mais um grande ano. Digo grande porque a jornada será bastante longa. Cobriremos cerca de 960 milhões de km! Do mochileiro ao caminhoneiro o consenso líquido e certo seria: É muito chão!

Em uma viagem tão longa assim é natural que um imprevisto ou outro venha a acontecer. Teremos que parar várias vezes e por várias razões. A vida, de modo geral, é mesmo assim. Como uma longa viagem. Há momentos que a gente vai ficar tão encantado com uma paisagem que vai querer parar, tirar foto, apreciar, contemplar… Em outros momentos seremos forçados, não por prazer ou escolha, a parar, diminuir a marcha, encostar …

Considerando a metáfora da viagem, na vida nem sempre as coisas fluem, nem sempre funcionam tão rápido e tão suavemente como gostaríamos… Há riscos, buracos na estrada, curvas perigosas, óleo na pista, motoristas irresponsáveis, embriagados e desatentos… Temos que cuidar de nós mesmos, mas estar também atentos aos movimentos dos outros.

Enfim, teremos momentos bons e agradáveis mas desencontros e dissabores também podem acontecer. O avião atrasa, o ônibus atrasa, o trânsito engarrafa, o carro quebra, a geladeira quebra, o gás acaba, o computador empaca, o relacionamento esfria… São as turbulências do vôo, as trepidações do caminho, os ruídos que agridem o silêncio… Em tempos assim os desesperados desesperam, os desequilibrados desequilibram, os loucos enlouquecem…

Não se desespere, não se desequilibre, não enlouqueça… quando as coisas se parecerem confusas, complicadas, quando você sentir—se temporariamente desorientado, tenha paciência, respire fundo, pense bem, pense melhor… Pode ser que você tenha perdido a conexão e o GPS está apenas esperando que a conexão seja restaurada… Ou, pode ser que você tenha deixado de seguir a rota por ele indicada e tomado um caminho errado, mas não se preocupe pois logo ele traçará outro itinerário.

Em situações assim muito vale a resignação dos santos, o recurso da fé, e até mesmo um pouco da indiferença dos estóicos, afinal podemos estar fazendo tempestade em um copo d’água, o que não é incomum. A jornada é longa. Procure manter—se conectado a Deus, não subestime o valor da oração, não negligencie o poder da palavra, não despreze a importância de congregar. Que o Senhor lhe conceda uma jornada feliz!

Feliz 2017
Luiz Leite