A gota d’água

gota

A gota d’água
Por Luiz Leite
É bastante comum vermos, na vida cotidiana, situações em que o “caldo entorna”, e pequenas crises são precipitadas por eventos mínimos, insignificantes até. É a proverbial gota d’água. Ainda que as páginas da história registrem vários casos assim, não é corriqueiro presenciar grandes eventos – conta-se que a revolução francesa começou com o aumento no preço do pão! – sendo destravados por um pequeno detalhe.
No caso do Brasil, as manifestações massivas que chamaram a atenção do mundo já entraram definitivamente para a história. A curiosidade é que a maioria das milhares de pessoas que invadiram, como enchente, as grandes avenidas do país, não é constituída, exatamente, de cidadãs e cidadãos politizados! Dia desses, em uma mesa, rodeado por adultos maduros e alguns jovens, enquanto comentávamos sobre os fatos recentes, arrisquei uma enquete para medir o grau de consciência política dos comensais.  “Pessoal quem sabe explicar o que é a PEC 37?”
Num primeiro momento, silêncio… após alguns segundos constrangedores, para quebrar a flagrante ignorância alguém perguntou: “É de comer??” Todos sorriram, para depois se revoltarem diante da explicação do que se tratava uma das mais indecentes propostas de emenda constitucional já vistas neste país!
Estava para escrever um artigo explicando alguns dos pontos fundamentais que se avolumaram para produzir aquilo que estão chamando de “O despertar do gigante”, mas como encontrei a transcrição dessa reportagem veiculada pela rede americana de jornalismo CNN, resolvi publicá-la aqui.
“Os protestos que vêm ocorrendo no Brasil vão além do aumento de R$ 0,20 na tarifa dos transportes públicos. O Brasil está experimentando atualmente um colapso generalizado em sua infraestrutura. Há problemas com
portos, aeroportos, transporte público, saúde e educação. O Brasil não é um país pobre e as taxas impostos são extremamente altas. Os brasileiros não veem razão para uma infraestrutura tão ruim quando há tanta riqueza tão altamente taxada. Nas capitais, as pessoas perdem até quatro horas por dia no tráfego, seja em automóveis ou no transporte público lotado que é realmente de baixíssima qualidade.
O governo brasileiro tem tomado medidas remediadoras para controlar a inflação apenas mexendo nas taxas e ainda não percebeu que o paradigma precisa compreender uma aproximação mais focada na infraestrutura. Ao mesmo tempo, o governo está reproduzindo em escala menor o que a Argentina fez há algum tempo atrás: evitando austeridade e proporcionando um aumento com base em interesses da taxa Selic, o que está levando à inflação alta e baixo crescimento.
Além do problema de infraestrutura, há vários escândalos de corrupção que permanecem sem julgamento, e os casos que estão sendo julgados tendem a terminar com a absolvição dos réus. O maior escândalo de corrupção da história do Brasil finalmente terminou com a condenação dos réus e agora o governo está tentando reverter o julgamento usando de manobras através de emendas constitucionais inacreditáveis: uma, o PEC 37, que aniquilará os poderes investigativos dos promotores do ministério público, delegando a responsabilidade da investigação inteiramente à Polícia Federal. Mais, outra proposta busca submeter as decisões da Suprema Corte Brasileira ao Congresso – uma completa violação dos três poderes.
Estas são, de fato, a revolta dos brasileiros. Os protestos não são movimentos meramente isolados, unificados ou badernas de extrema esquerda, como parte da imprensa brasileira afirma. Não é uma rebelião adolescente. É o levante da porção mais intelectualizada da sociedade que deseja pôr fim a esses problemas brasileiros. A classe média jovem, que sempre se mostrou insatisfeita com o esquecimento político, agora “despertou” – na palavra dos manifestantes.”
Seria muito bom que cada um dos brasileiros que se dispõem a ir às ruas dar o seu brado de protesto, também se dispusesse a dedicar algum tempo à leitura para compreender de modo mais abrangente quais são os problemas da nação. Vamos lá, enfrentemos o texto!

3 comentários sobre “A gota d’água

  1. Belo Texto

  2. Ainda que os problemas da nação não sejam segredo, sim, é muito importante mesmo conhece-los. Aliás, não ter este interesse não seria um dos motivos de existirem tais problemas?
    Obrigada por nos despertar, mais uma vez!
    Abraços!

  3. Concordo com o a Ana,mas acredito que uma boa parte dos brasileiros já estão com outra mentalidade.Se não nos interessamos seremos terrivelmente passados para traz, como sempre fomos.Esse cenário esta mudando.Isso realmente foi a gota d´água.Ou melhor dizendo foram os R$ 0,20 centavos.

    Abraço,

    Vanusa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s