O Grande Deboche

Por Luiz Leite

Em conversa trívial com um amigo dia desses, fiquei sabendo de uma campanha movida pelo SBT para eleger os maiores brasileiros de todos os tempos. Quase “caí pra trás” quando o amigo disse que um ídolo da música sertaneja estava entre os mais votados.  Assim que cheguei em casa, entrei no site da emissora para me inteirar melhor acerca do “grande debate.”

Sobre a campanha, que na verdade não passa de um programa de auditório de qualidade questionável, o site informa: “Mais do que um programa de televisão, trata-se de um grandioso debate nacional capaz de mobilizar o país para responder a uma única pergunta: “Quem é o Maior Brasileiro de Todos os Tempos?”

Não pude deixar de rir  com a pretensão do programa que se apresenta como “um grandioso debate nacional.” Na chamada para o programa a ser apresentado lê-se: “Chegou a hora de você decidir: Chico Xavier ou irmã Dulce?” Com todo respeito aos brasileiros Chico e Dulce, não me contive.

Certamente Monteiro Lobato, que disse que um país se faz com homens e livros, sentiria, como eu, no mínimo, desprezo pelo tal debate. Fique claro que os cidadãos listados pelo programa, como quaisquer outros, merecem respeito. O desprezo, portanto, não é pelas pessoas, mas pela presunção do programa, que com seu formato popular característico,  pretende se passar por “debate grandioso.”

Correndo os olhos pela lista, percebi tratar-se de uma grande piada. Entre os 100 maiores brasileiros encontram-se Joelma, Michel Teló, Hebe Camargo, Xuxa, Amado Batista, entre outros “notáveis”… O grande debate, verifiquei aliviado, não passa de um grande deboche! À isto se presta a mídia de massa, resumidamente, à isto!