A Vida Em Três Tempos

Caros Leitores, minha editora achou por bem que eu parasse com a publicação no blog do meu livro A PEDAGOGIA DO DESERTO – Um Convite ao Desconforto.  Segue o último trecho compartilhado aqui. Em breve o livro estará disponível. Boa Leitura! 

 

A vida em três tempos

Por Luiz Leite

 “Que és la vida? Una ilusión, una sombra, una ficción, y el mejor bien és pequeño: que toda la vida es sueño y los sueños… sueños son.”

                                                               Calderón de La Barca

 

Como no ocidente racionalizamos mais do que intuímos, temos a tendência de perceber o mundo de forma mais encorpada, por ser este material, e dispensar à vida e à espiritualidade uma consideração diminuta. Concluímos que o mundo é grande e que a vida é curta, pequena. Polarizados nestes extremos, desenvolvemos concepções errôneas. Seria a vida assim tão pequena. Segundo o poeta Gonzaguinha,“há quem fale que a vida da gente é um nada no mundo, é uma gota, é um tempo que não dá um segundo…”

“Um nada no mundo?” Seria o mundo maior do que a vida? Depende. Como sempre, tudo depende do ângulo de onde se observa uma coisa e outra. Se considerada segundo a ótica de Epicuro (314-271 a.C.), filósofo grego antigo que não cria que a alma pudesse resistir o golpe desintegrador da morte, a vida encontraria o seu “fim” com o colapso do corpo. Não haveria nada mais com que se ocupar.

Se por outro lado a vida prossegue, como sustenta o pensamento cristão e o de outras religiões que crêem na imortalidade da alma, então a vida é maior. Todavia, como não temos instrumentos para fazer tal verificação, ficamos diante de uma situação de difícil solução. O mundo é conceito concreto, passível de ser capturado, a vida, por sua vez, escapa-nos para os domínios do subjetivo.

Fato é que, num primeiro instante, a vida como a conhecemos, se dá no mundo, no âmbito concreto do tangível e pode até mesmo parecer insignificante diante da imponência avassaladora da matéria. Engano. Equivoco conceitual. Ainda que a ótica seja estreita e a compreensão obtusa, a vida é maior. O subjetivo sempre entornará para além dos limites da objetividade.

Não deveríamos insistir em fazer contas e submeter tudo à exatidão fria e inflexível de uma operação aritmética. O código da vida jamais será desvendado pelos expedientes da lógica. Poderemos avançar dissecando os componentes da matéria e descrevendo sua dinâmica, mas não passaremos da fronteira onde a bruma misteriosa e permanente paira sobre a bifurcação que separa mundo e vida. O autor do livro de Eclesiastes, o mais filosófico da bíblia hebraica, diz que o espírito (vida) retornará para Deus que o deu, quando o “cântaro (corpo) se quebrar junto à fonte.” A vida não está circunscrita ao corpo. Transcende.

5 comentários sobre “A Vida Em Três Tempos

  1. Que Pena!

    Já existe uma data definida para a publicação do livro???

  2. Caro Eduardo como o leitor que mais comentou os artigos vc nao apenas será o primeiro a saber como receberá um exemplar autografado. Que tal?

  3. Glória Deus!

    Amém mano, já vai trazer em janeiro??? lol
    Presente de níver!

  4. Lamentável, mas entendo. Pra ser franca, achei que era bom demais pra ser verdade… rss Estou torcendo por você… Sucesso!!!

  5. gloria a DEUS até lá

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s