Natal Cristão, Natal Pagão

Natal Cristão, Natal Pagão

Por Luiz Leite

Estou absolutamente certo que o verdadeiro “bom velhinho”, Nicolau de Mira (? – 342), crente de boa cepa e de venerável memória, não ficaria à vontade com os festejos que por esta ocasião vão levar milhares de pessoas ao redor do globo a se vestirem com uma fantasia caricaturesca, querendo, à título de galhofa, identificarem-se com ele.

O natal pagão, como todos os anos, será celebrado em praticamente todos os níveis da sociedade, como uma ocasião propícia para reunir família e amigos e comer juntos. É um feriado apenas, ainda que revestido de atmosfera especial. Como num sonho, todos tornam-se gentis e bondosos… vive-se uma espécie de utopia por algumas horas.

O tradicional costume de dar presentes, os cumprimentos calorosos de um “feliz natal” a conhecidos e desconhecidos, a suspensão temporária das animosidades parece o prenúncio da chegada de um novo tempo onde consciências dilatadas e esclarecidas pelo clarão de uma lucidez divina não mais recorrerão à agressão no trato com o outro, reconhecendo finalmente que o outro sou eu!

O natal pagão é uma farsa! A fachada cuidadosamente produzida não resiste ao teste das horas. As belas roupas e finos manjares, as frases de efeito e discursos produzidos com palavras escolhidas desvanecem, fugidios como o éter. Tão logo vira-se a página do calendário,  os corações empedernidos e a motivações rasteiras voltam a ditar as regras.

O natal cristão, todavia, repete-se manhã após manhã, dia após dia, não nas mesas suntuosas das celebrações regadas a vinhos caros, rabanadas e demais ítens próprios da ocasião, mas quando vidas quebrantadas recebem Jesus em seus corações, em meio a lágrimas e, às vezes, muita dor. É quando Jesus nasce no coração dos homens que se dá o verdadeiro natal.

Jesus nasceu na estrebaria do meu coração! Uma estrebaria não é um lugar de confortos, tampouco um lugar aprazível para se estar. Inacreditavelmente o Salvador escolheu nascer ali! Fico maravilhado todas as vezes que penso que Ele escolheu nascer na estrebaria do meu coração! Um lugar rústico e pobre nada digno de receber a visita de um Rei! Fico mais maravilhado ainda ao constatar que o Rei não veio apenas para uma simples visita, veio morar ali!

O natal cristão difere em muito do natal pagão. Não é apenas naquela noite especial, como se dá com o natal pagão, que o coração é arrumado para lembrar que o Salvador nasceu. No natal cristão, o Salvador veio para ficar, razão porque não pode ser lembrado e celebrado apenas na data questionável em que se comemora Seu “aniversário”.

Se voce está cansado do natal pagão, então tenha nesse ano um natal cristão! Ésimples. Basta deixar de fazer pose e convidar a Jesus para nascer na estrebaria do seu coração. Se voce já o reconhece como Salvador, é tempo de entregar sua vida nas mão Dele e confessá-lo como Senhor, porque Senhor Ele é! E assim, tenha veradeiramente um Feliz Natal!

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.”  (isaias 9.6)

Anúncios

8 comentários sobre “Natal Cristão, Natal Pagão

  1. belo post, que os cristãos verdadeiros possam demonstrar a todos o que é realmente o verdadeiro natal!!

  2. o cristão não celebra o natal mas vive o natal todos os dias . com grande festas e alegria de está com estebaria chea da vida de DEUS

  3. Jesus em nossa estrebaria, a esperança da glória!

  4. é isso! falou e disse!

  5. Gostei muito do texto e confesso que não havia parado para pensar neste fato: “É quando Jesus nasce no coração dos homens que se dá o verdadeiro natal.”
    Que hajam muitos e muitos verdadeiros [i]Natais[/i] na vida daqueles que ainda fazem parte da utopia temporária em 25 de dezembro…
    Que muitos digam sim ao nosso Salvador e Senhor!

  6. Pastor Luiz, muito me deleitei com a leitura deste post. Que o Senhor o abençoe e o guie até as estrebarias que já estão preparadas pelopróprio Deus para receber a seu filho – Cristo Jesus! ” E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como o do unigênito do Pai” (Jo 1.14)…
    Recusemos a tentativa mundana de ofuscar tal glória com um Natal pagão!

  7. Aleluia!!!! Jesus nasceu na minha estrebaria.

    Muito edificante este post, que Deus o abençoe assim como tem abençoado a vida de muitos.

    Fica na paz titio e até breve

  8. gloria a DEUS! Jesus escolheu nascer em nossa estrebaria… beijos sobrinha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s