A Reforma precisa de Reforma

 

 

 

 

 

A Reforma precisa de Reforma

Por Luiz Leite

No último dia 31 de outubro a Reforma Protestante comemorou 493 anos. Aqui nos EUA onde me encontro no momento comemora-se na  mesma data o Dia das Bruxas. Parece que a nação tida como o maior pais evangélico do mundo está confusa com respeito ao legado recebido dos seus fundadores. O Halloween, celebrado por milhões, é quem parece dar o tom do cotidiano durante todo o mes de outubro. A América já não é mais a mesma. Isto testemunha os próprios americanos. As balizas sólidas do legado cristão evangélico parecem estar ruindo.

Dos postulados da Reforma já não se fala tanto… Milhares de milhares de denominações com múltiplas confissões teológicas disputam espaço e interesse no coração dos cidadãos americanos e imigrantes oriundos de todos os cantos do mundo… Centenas de programas de televisão oferecem um “cardápio” variado de opções, como se oferecesse versões diferenciadas de um mesmo produto. Evangelho light, diet, concentrado, com sabores de todo tipo, ao gosto do cliente. O lema de Voetius “Ecclesia semper reformanda est” que estabelece o compromisso de uma igreja que deve estar se reformando continuamente parece ter caído no esquecimento. A igreja segue se contextualizando sim, mas de um modo que a coloca na contra mão do apelo de Paulo à igreja de Roma. Ao invés de repudiar os trejeitos do mundo, a igreja vai cada dia mais se conformando com o presente século, tomando sua forma.

Ao me passarem a palavra numa igreja onde estava ministrando nessa data, tive vontade de fazer menção da memória que tal dia representa para nós, das 95 teses de Lutero fixadas na porta da capela de Wittemberg em 1517, dos pilares da Reforma, mas logo desisti pois não tinha direção para aquela mudança de curso.  Tive uma impressão triste a respeito da igreja na America, igreja essa que um dia produziu vultos como Jonathan Edwards, Charles Finney e D. L. Moody, e que hoje é mais conhecida por encantadores midiáticos, super stars da religião.

Já não é a primeira vez que venho pregar aqui e sinto esse desconforto. Triste é saber que exportam esse modelo de “evangelho” para o mundo e que o Brasil é um dos seus mais ávidos consumidores. Precisamos de uma nova reforma. Precisamos de novos Savonarolas, Erasmos, Luteros, Calvinos e Zwinglios. A reforma precisa de reforma! Urgente! Aqui, aí, por todo lado!

Anúncios

6 comentários sobre “A Reforma precisa de Reforma

  1. Ana disse:

    Estava pensando sobre isso hoje pela manhã…
    Como podemos começar?
    Tenho certeza que existem novos Luteros, Calvinos e outros mais.

    Uma fala de Paulo aos conríntios sempre me motiva ao não comodismo: E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento. (cf. Rm. 12,2a)

  2. Admito sinceramente que posso estar completamente errado, contudo, creio que estamos vivendo o ocaso do cristianismo de nosso Senhor Jesus Cristo. Penso atualmente que se Cristo é o caminho o prefalado cristianismo é o descaminho, ou a contramão do caminho que é Cristo.

  3. luiz leite disse:

    gostaria que fosse diferente mas infelizmente tenho que concordar… sad, very sad.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s