O Poderoso Magneto

O Poderoso Magneto

Por Luiz Leite

Nunca houve nem jamais haverá alguém que como Jesus exercesse tamanho fascínio sobre os homens. Milhares já disseram isto de uma maneira ou de outra; muitíssimos já discorreram em inumeráveis volumes sobre o “magnetismo” do carpinteiro de Nazaré, e como Ele influenciou e continua influenciando as vidas de milhões de pessoas, não só neste século, mas ao longo dos últimos dois mil anos.

Tantos tem sido os livros escritos por fascinados admiradores que não é de “admirar” que leitores aos milhares se transformem também em admiradores de Jesus. Que se tem escrito muito a respeito de Jesus, portanto, já é fato sabido, mas o “que” se tem escrito a respeito de Jesus é o que intriga. Como no universo da pintura Jesus já foi retratado com as mais diversas faces, assim também no mundo da literatura. Milhares de obras tem sido produzidas oferecendo explicações sobre a pessoa e doutrina do Cristo. Quem é o Jesus que tem sido apresentado nesses muitíssimos livros, e que tipo de doutrina tem sido ensinada por esses milhares de insones escritores que se lançam à delicada tarefa de explicar Jesus? Que tipo de impressão esses escritos têm deixado naqueles que os lêem?

Os escritores detêm, em regra, uma das mais poderosas ferramentas já produzidas pelo homem, qual seja, a habilidade literária; É sempre um perigo provocar o homem que manipula as letras… O escrevinhador que um dia utilizou-se de pedaços pontiagudos de madeira para escrever suas curiosas letrinhas cuneiformes em tabuinhas de argila na antiga Babilônia, depois de ossos molhados em tinta vegetal em papiros no antigo Egito, evoluiu para as penas de ganso, penas de metal, até inventar a moderníssima caneta esferográfica. Agora, numa versão ultra avançada o homem das letras está de posse de um teclado e um processador de textos de última geração. Sem dúvida o homem do teclado está mais perigoso do que nunca.

Os livros tem norteado e nutrido a alma humana desde que o homem, emergindo da escuridão intelectual, concebeu, não com pouco esforço, a escrita. Através de livros escritos em tabletes de argila ou pedra, pergaminhos ou papiros, os escritores vêm iluminando o entendimento de milhões,  proporcionando entretenimento ou um lugar para o qual fugir, mesmo que apenas na fantasia. Dessa maneira, tanto ontem, como hoje, o escrito constitui um dos elementos que mais exercem influência na determinação da maneira de como concebemos o mundo que nos cerca.

Como formador de opinião, o escritor, teoricamente, deveria ter compromisso com a mensagem que propõe veicular. Emerge aqui mais uma vez o confronto do mensageiro com a mensagem. A realidade no entanto, é que a arte se transformou num comércio que movimenta cifras exorbitantes, atraindo assim muitíssimos mercenários que não são de maneira alguma comprometidos com a arte que produzem; é até comum entre os artistas dos mais diversos campos, a busca por um tema popular com o qual trabalhar, pois usualmente tudo o que é popular torna-se passível de ser explorado comercialmente.

No que diz respeito a Jesus muitos tem sido os “mercenários” que lançam-se ao empreendimento de pintá-lo, esculpi-lo, cantá-lo, sem maior envolvimento com a pessoa do Cristo e os ideais que Ele inspira. Jesus é eternamente atual e o que seja em termos da arte, relacionado a Ele, exerce um apelo imediato sobre as pessoas. É óbvio que esse é um fator que define a escolha de um tema quando o assunto é vendas!

Particularmente no caso do escritor como formador de opinião, que tipo de impressão poderíamos esperar ver formada na mente dos leitores, quando o autor que lêem não tem qualquer compromisso com a pessoa de Jesus. Como já vimos, o mensageiro que não encarna a mensagem causa uma impressão pífia, superficial, em seus interlocutores, os quais transmitirão por sua vez, uma versão menos profunda ainda, e assim por diante.

As escrituras sagradas  causam profundo impacto sobre aqueles que as lêem porque os homens que compuseram  os seus 66 livros, eram homens totalmente comprometidos com aquilo que escreveram. Muitos viveram e morreram pela mensagem que pregaram e fizeram imprimir nos rolos sagrados. Estes homens se transformaram nos maiores formadores de opinião de que se tem notícia. Milhares de anos se passaram e os nomes desse escritores continuam sendo lembrados e mencionados com reverência. Eles encarnaram a mensagem que pregaram ao ponto de chegarem a ser confundidos com ela!

Nos dias atuais dispomos, tratando em específico da fé cristã, de um número grandioso de livros que supõem, propõem e impõem esta ou aquela compreensão das escrituras. Essa imensa difusão de obras no entanto tem ocasionado, por falta de comprometimento sério dos seus autores, muita distorção e desvio da verdade revelada; daí tanta opinião desequilibrada, incorreta, distorcida; daí tanta  manipulação de opinião para o benefício de interesses variados.

As chamadas seitas “cristãs” dispõem de livros supondo, propondo e impondo as mais obscuras doutrinas a respeito de Jesus e sua palavra. Não há nada que se possa fazer para impedir essa profusão de livros, músicas, filmes e mais acerca do Cristo. Como um poderoso magneto, Ele continuará atraindo os homens a sí. Ele mesmo disse: “E eu, quando for levantado da terra (Crucificado), atrairei a todos a mim mesmo.” (Jo 12.32) Seu nome continuará sendo citado, sua imagem (imaginária) sendo pintada e palavras, muitas palavras, atribuídas a Ele até que venha o dia em que, segundo o seu Evangelho, pessoalmente pedirá conta aos homens. É aguardar para ver. Aqueles que, fazendo pilhéria, quiserem pagar para ver, que paguem…

Anúncios

7 comentários sobre “O Poderoso Magneto

  1. Verdade, amado! Verdade! Este seu escrito aqui é Tudo o que vemos mesmo.

    Muitos,usando o nome de Jesus mas não conhecendo o Jesus do Nome, não amam Jesus, não convivem com Jesus e nem fazem o que Jesus determina porque ao ouvir a Voz e ver “algo” que não é muito “popular e aceitável”, acha que não é a Voz de Deus. Não querem correr riscos. Não podemos separar o que somos do que pensamos e quem tem Jesus e O tem em sua própria vida, Ele, Jesus, faz parte de todos os momentos da vida desta pessoa, com todas as implicações, riscos e incompreensões. Seguir Jesus e fazer o que Ele determmina é, muitas vezes, ficar num lugar sozinho, esperando apenas o sorriso de aprovação de Jesus que Tudo faz como lhe agrada e para Seus propósitos e jamais para os nossos. Sendo Seus caminhos mais altos que os nossos, temos dificuldades em aceitar aquilo que não faz parte de nossa “caixinha” que nunca é de surpresa… rsrs! Que pena! É esperar para ver o Céu abrir, anjos subir e descer e JESUS CRISTO SER EXALTADO como o ÚNICO DEUS GRANDÃO E LINDO!E nós? Somos nadica e imperfeitos até… mas vasos puros.

  2. Que bom seria se, assim como houve a evolução do material de escrita de pedaços ponteagudos para os modernos teclados, houvesse a evolução do papel que aceita tudo para um papel inteligente que só aceitasse escritas no mínimo, sensatas!
    Imagine o escritor tantano escrever alguma besteira no papel e este se voltasse contra o escritor e dissesse “Eh, perae, não vai escrever isso não”! rsrsrsrsrs (Se já ixistisse talvez nem eu teria escrito isso! rsrsrsrs)

    Ai ai ai, seria muito engraçado! kkkkk
    Viajei!

  3. realmente , o ser humano se tornou amante de si mesmo, que chegou a tal ponto que tem usado aquele que amou o proximo mais do que a si proprio ,JESUS ,para através desta maravilhosa arte , que é a escrita , para buscar seus proprios deleites

  4. E quem busca seus próprios deleites perde aquela belezura de se surpreender com o Deus Presente nas situações mais inesperadas. Como Enoque, andemos com Deus. Não o Deus distante do papel escrito. Mas aquEle Deus Conosco e nos surpreendendo, nos ensinando, para que cada dia mais, nos sabendo nadica, possamos depender cada vez mais de SUA PRESENÇA.

  5. A que ponto chega o homem, como a criatura quer explicar o criador, é até irônico.
    Na minha opnião é melhor olharmos para o seu manual e seguir as suas instruções, por falta desta pequena atitude é que tem por ai muitos equipamento(homens) funcionando mau ou quebrado.
    Biblia manual do frabricante.
    Deus abençoe

  6. É verdade donizeti… é irônico! é patético!

  7. E lamentável também… Uma arte inigualável, utilizada até por Deus para falar conosco, é difamada por alguns muitos insensatos.
    O que resta a nós, meros leitores? Graças a Deus, como disse o Pr. Donizeti, dispomos do Sagrado Manual do Fabricante/Criador. Leitura básica, fundamental, inevitável e maravilhosa!!!
    Ah! E é claro… Uns blogues muito bons por ai! rs

    A Paz e obrigada pela motivação do senhor para comigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s