Diário – Katmandu/Nepal

Katmandu, Nepal

Diário de Luiz Leite

Cheguei, finalmente, a Katmandu, capital do antigo reino do Nepal. A cidade está localizada num vale fértil há séculos cobiçado e alvo de muitas refregas, não muito longe da cordilheira do Himalaia, o majestoso Topo do Mundo. Um dos países mais remotos do mundo, o Nepal hoje sofre as turbulências de uma democracia incipiente que luta para se estabelecer após séculos de uma administração monárquica retrógrada.  As ameaças de um grupo guerrilheiro que luta pelo poder, com o plano amalucado de instaurar no país um regime comunista maoísta ( nada mais ultrapassado), preocupam. Ao chegar fui avisado da possibilidade de sermos parados na estrada por uma blitz dos milicianos.

Pela aparência do aeroporto internacional da capital, logo se percebe que trata-se de um país muito humilde. A impressão que tenho é que vou amar o Nepal e sua gente de uma maneira especial. Parece-me que a doçura e a humildade é uma característica dos nepaleses. O rapaz que me atendeu no hotel me deixou algo constrangido com uma demonstração de humildade desconhecida para nós no mundo ocidental. Por um momento me ocorreu que esta humildade seja influência de suas religiões predominantes, budismo e hinduísmo; se assim for, fica constrangedor verificar que, no ocidente, ao contrário, a arrogância e o ar afetado de muitos que se dizem cristãos, depõe terrivelmente contra o cristianismo.

Fui levado hoje a um complexo de templos hindus. Fiquei chocado. Até então todas aquelas fotos que circulam pela internet mostrando a Índia e as práticas (para nós) absurdas do hinduísmo, não passavam de algo distante, e ainda que registrado pelas fotografias, pareciam mais com imagens tiradas de uma ficção de horror, do que da própria realidade. Pois bem, hoje, para o meu completo estarrecimento, pude observar pessoalmente aquele estado de profunda desgraça espiritual em que este povo se encontra chafurdado.

Na verdade  não tinha a intenção de ir ao tal lugar, mas como ao passarmos pela área, vi muitos macacos brincando aos bandos, fui perguntado se gostaria de tirar algumas fotos. Acabou que esqueci dos macacos e quando fui ver estávamos dentro do recinto “sagrado.” Só a vista dos sacerdotes hindus já revela o quanto estão perdidos. Os sadus causam uma impressão de completa estranheza a qualquer ocidental; para os orientais, todavia, são homens santos.

Chegamos a um certo lugar onde havia muita fumaça e na medida em que o vento soprava, um cheiro estranho impregnava o ar e nossas roupas. Foi então que, para o meu terror mais completo avistei uma série de piras onde muitos corpos estavam sendo queimados. Quando percebi que aquela fumaça que nos envolvia era a fumaça dos corpos queimados tive vontade de sair correndo, mas já era tarde pois estava completamente defumado…

As pessoas aqui são muito familiarizadas com a oração e a meditação, assim, pode-se orar em qualquer lugar… a religião desenvolve uma parte importante na vida da população em geral. Hoje cedo perguntei ao rapaz do hotel quem era o deus dele. Respondeu que gostava de muitos deuses; perguntei se havia orado naquele dia. Respondeu que fora ao templo pela manhã, bem cedinho.. Falei para ele que o meu Deus era Jesus, mas ele não entendeu direito; Infelizmente o Inglês dele era muito limitado para prosseguirmos numa apresentação da mensagem do Evangelho. Uma pena.

Apesar das diferenças culturais, estou me sentindo em casa por aqui. Os nepaleses são baixinhos, de forma que me sinto confortável com minha estatura… ninguém aqui me chamaria de baixinho! De qualquer não fariam isto pois são mui amáveis.

Anúncios

Um comentário sobre “Diário – Katmandu/Nepal

  1. Eduardo Miranda disse:

    Bem diz a Escritura:

    “Porque os filhos deste mundo são mais prudentes na sua geração do que os filhos da luz”.(Lucas 16 : 8)

    Que o cristianismo abra os olhos para enxergar o Cristianismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s