Procrastinação e ano novo

Por um ano realmente novo

Por Luiz Leite

Para que se tenha um ano realmente novo é necessário tomar algumas medidas importantes e que não podem ser negociadas. O problema já começa aqui. Temos uma mania incorrigível de negociar os termos dessas medidas. É a procrastinação, do latim procrastinatus: pro- (à frente) e crastinus (de amanhã). O dicionário Aurélio define Procrastinar como: 1. Transferir para outro dia; adiar; delongar, demorar… Logo, um procrastinador é um indivíduo que evita tarefas ou que está evitando uma tarefa em particular. O que o Aurélio não revela é que o ato de procrastinar é sintoma de um problema de ordem psíquica.

A procrastinação resulta em desconforto e prejuízo em muitas áreas. O dano incide sobre o patrimônio material e existencial. Sensação de culpa, perda de produtividade e vergonha por ser classificado como preguiçoso, irresponsável, etc.

Não é incomum que de vez em quando nos portemos de modo a relaxar com a rigidez das exigências e acabemos procrastinando. Quando essa procrastinação, entretanto, se torna crônica, manifestando-se com uma frequência ligeiramente acima do aceitável, então é provável que o caso seja sinal de algum problema de ordem psicológica ou fisiológica.

A preguiça, que já foi classificada como um dos pecados capitais, hoje é vista com bastante complacência pela psicologia como baixa autoestima ou ansiedade. Ainda que se possa explicar a procrastinação como desordem psicológica ou fisiológica, não podemos esquecer a exortação bíblica de que devemos fazer todas as coisas que vierem às nossas mãos “conforme nossas forças.” (Ec. 9.10)

Cumpre a nós, como responsáveis por administrar nossas vidas, romper com a procrastinação de modo a fazer conforme as nossas forças tudo o que vier às nossas mãos. Deus não nos pede para irmos além das nossas condições físicas e emocionais; O equilíbrio da Palavra requer apenas que sejamos diligentes.

A prosperidade é a regra, a escassês exceção. Se, todavia, falharmos em gerenciar o tempo e as oportunidades, entregando-nos ao ócio e à procrastinação, nos veremos prejudicados e experimentaremos a falta no lugar da provisão. O Deus da providência já preparou os meios para uma jornada bem suprida. A diligência (zelo, aplicação, presteza…) de cada um vai definir se comeremos o melhor dessa Terra ou não. O Deus abençoador e dadivoso já decretou: “Se ouvirdes e me quiserdes comereis o melhor desta terra.” (Is 1.19)

Stop waiting for things to happen; Go out and make them happen! “Pare de esperar que as coisas aconteçam; saia a campo e faça com que aconteçam!” Lembre-se: Procrastinação e ano novo não se combinam! Faça as suas orações, busque a Deus, mas também não se esqueça de arregaçar as mangas e fazer o que precisa ser feito. Prepare-se para surpresas! Voce certamente terá um ano novo realmente novo, abençoado e próspero!

Anúncios

2 comentários sobre “Procrastinação e ano novo

  1. Esse tem sido meu lema rsrssr, por isso sei fazer doce de figo
    !Oro,peço, mas corro atrás de meus ideais e acredito que isso agrada ao Senhor! Abaixo a procrastinação e feliz 2010 a todos!

  2. olha vc aí! é isso, abaixo a procrastinação!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s