Espetáculo Nauseabundo

circus-museum-dressed-chimp

Artigo publicado na Coluna Luiz Leite do Portal Guiame


Tenho ouvido, com algum desconforto, certo “barulho” em torno do livro Feridos Em Nome de Deus. Como escritor me pergunto que tipo de serviço estaria prestando ao Reino de Deus a publicação de um trabalho como este? Sinceramente não sei que benefício poderia proporcionar ao mundo a exposição deste “circo de horrores!” Isto, entretanto, não significa que condene quem o fez. Só sustento que eu não o faria.

Uma sobrinha me enviou um e-mail perguntando o que acho do livro. Respondi simplesmente que não edifica. Os curiosos desejarão saber dos tais escândalos, dos conchavos, maracutaias e outros expedientes escusos que se processam nos bastidores da igreja brasileira. A pergunta deve ser: “Esta leitura vai edificar a minha vida?”

Dói presenciar líderes de projeção nacional atacando-se mutuamente, expondo as misérias uns dos outros, trocando farpas entre si e proporcionando ao mundo e aos pequeninos um espetáculo nauseabundo. Lamentável, sofrível, deprimente! A mídia se interessa naturalmente pela polêmica (do grego “Polemos”, que significa “guerra”). Guerra é tema que vende bem! O que temos aí é sem dúvida uma guerra, ainda que fria, velada, invisível, mas certamente fomentada pelo diabo que sabe muito bem como capitalizar a vaidade e arrogância humana.

Não quero aqui demonizar a autora. Entendo que a veia jornalística dela não aguentou… estourou… Certamente a entendo! Esse “derrame” era inevitável! Gostaria, entretanto, que a denúncia fosse apresentada por um Amós, um profeta que não apenas colocasse o dedo na ferida da igreja desavergonhada, mas trouxesse, junto com a denúncia o peso apavorante da sentença:

“Mostrou-me também assim: eis que o senhor estava junto a um muro levantado a prumo, e tinha um prumo na mão. Perguntou-me o Senhor: Que vês tu, Amós? Respondi: Um prumo. Então disse o Senhor: Eis que eu porei o prumo no meio do meu povo Israel; nunca mais passarei por ele. Mas os altos de Isaque serão assolados, e destruídos os santuários de Israel; e levantar-me-ei com a espada contra a casa de Jeroboão.” (Amós 7.7-9)

Se não for assim, ficamos apenas no denuncismo que não trás conserto e nem produz arrependimento.

Por fim, disse pra minha sobrinha: Este livro vai te entristecer e talvez trazer uma espécie de desencanto negativo acerca da igreja. Leia a “A INTELIGÊNCIA DO EVANGELHO”, o livro mais recente do tio, e ainda que você venha se entristecer com tantos erros cometidos pela igreja na esteira dos séculos, pelo menos triste você não ficará no final… Esta obra inspira e estimula os cristãos a continuarem servindo a Jesus com paixão, apesar dos homens e seus desvios. Não se deixe desiludir pelos escândalos. São inevitáveis, mas…

Anúncios

2 comentários sobre “Espetáculo Nauseabundo

  1. Acredito que este livro edifique. Nunca li, mas creio que ele possa nos dar conhecimento das ciladas dos falsos mestres, e assim, possamos nos afastar.(claro que ele nunca substituirá a bíblia)
    Também acredito que serve para alertar a igreja brasileira sobre o estado que chegamos. Pode inspirar os verdadeiros (e/ou futuros) líderes a batalhar com mais afinco pela fé.
    E por fim, não creio que ela precise desse livro para se desencantar com a igreja. Ela ainda vai se decepcionar com muitas coisas, não só com a igreja, mas existe algo que nos leva a esperança além do evangelho?

  2. Em certo sentido voce tem razão Diogo, mas já temos a própria Bíblia para nos alertar contra os falsos mestres. Como eu disse, não condeno a a autora, gostaria apenas que a denúncia saísse dos lábios de um profeta cuja denúncia trouxesse o peso do “ASSIM DIZ O SENHOR!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s