Feliz dia da Independência

israel_flag1

Yom Ha atzmaut

Por Luiz Leite

Hoje, Israel celebra seu 61º aniversário. Todos os anos em que celebramos o renascimento do Estado Judaico, após longos anos de exílio, é motivo de grande celebração. Após séculos sem nada poder fazer, o povo judeu retornou ao seu lugar na história e de direito entre as nações. Com o renascimento de Israel, mais uma vez fomos capazes de mapear nosso próprio destino e determinar nosso próprio futuro. Os últimos 61 anos mostram o quanto uma nação livre e independente pode realizar. Com parcos recursos, nós fizemos uma terra estéril retornar à vida, e absorvemos milhões de imigrantes. Através da inovação e determinação, a genialidade de nosso povo nos tornou líder na agricultura, medicina e ciência, enquanto nossa criatividade gerou uma indústria de alta tecnologia que continuou a assombrar o mundo. Conseguimos paz com o Egito e a Jordânia, e continuaremos a buscar a paz com nossos vizinhos. Tudo isto foi conseguido mesmo com Israel ter vivido sob constante ameaça nos últimos 61 anos. Infelizmente, Israel continua sob ameaça. Um regime iraniano que está perseguindo ardorosamente o objetivo de obter armas nucleares, audaciosamente pede nossa destruição.
Organizações terroristas em nossas fronteiras sul e norte se fortalecem a cada dia. E uma onda crescente de antissemitismo está varrendo o mundo civilizado. Para encarar estes desafios nos anos vindouros, a unidade entre nosso povo, tanto dentro como fora de Israel será mais importante do que nunca. Este é o motivo pelo qual é vital continuar a fortalecer os laços entre Israel e os judeus da Diáspora. Estes laços são fonte de força mútua e uma lembrança poderosa do papel único que Israel desempenha no mundo e na história de nosso povo. Neste “Dia da Independência”, vamos nos orgulhar de tudo o que conseguimos e vamos olhar adiante para um tempo de segurança, prosperidade e paz. Se ficarmos unidos como irmãos e irmãs, se tivermos coragem e determinação, este tempo com certeza chegará”.

Os cristãos normalmente se alegram com a independência de Israel (eu particularmente festejei com eles, dancei nas ruas o “Hava Naguila” , soltei foguetes, durante o tempo em que vivi na terra chamada santa…). Se por um lado os seguidores de Jesus Cristo se alegram com a recriação do Estado de Israel, por outro lado se ressentem com o descaso dos judeus para com o seu Messias. Se não valorizam o seu mais famoso compatriota, deveriam pelo menos honrar aquele que é o Ártifice da nação. Qual nada!

Veja-se o pronunciamento do primeiro ministro por ocasião dos festejos pela independência do jovem país. Não se encontra aí nem mesmo a mais ínfima menção de consideração ao Deus dos profetas. A marca do discurso é a arrogância humana, atitude de um coração desviado; é a radiografia da incrível prepotência de um povo que insiste em seus próprios caminhos e não se converte…

O descaso para com Ha Shem é flagrante! A falta de honra ao unico que é digno de honra! O ilustre dirigente da nação exaltou as conquistas do povo de Israel como se as mesmas fossem resultado dos seus próprios esforços… Em nenhum momento teve a humildade de dizer como Samuel: “Até aqui nos ajudou o Senhor!” ou como o Rei Josafá: “Crede no Senhor e estareis seguros, crede no seus profetas e prosperareis”.

Ao contrário, o discurso do primeiro ministro, sem conceder crédito ao Deus dos patriarcas, lembra mais a plataforma de governo de Nimrode quando diz: “vamos nos orgulhar de tudo o que conseguimos e vamos olhar adiante para um tempo de segurança, prosperidade e paz.” O quadro pintado no primeiro capítulo de Isaias 2700 anos atrás representa bem o Israel de hoje e permanece sem necessidade de retoques. O apelo do profeta Oseias no capitulo 14 ainda espera resposta daqueles aos quais foi endereçado. “Volta, ó Israel, para o Senhor teu Deus; porque pelos teus pecados estás caído!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s