Olhando para Dentro

picasso2271

Olhando para Dentro

Por Luiz Leite

Carl Jung disse uma frase que me provocou o suficiente ao ponto de me levar a um mergulho nos substratos mais profundos da alma. Disse: “Quem olha pra fora sonha, quem olha pra dentro desperta”.

Enquanto tivermos os olhos voltados para fora, nos veremos entretidos com um punhado de ilusões tolas que pouco terão a nos acrescentar. Embalados por fantasias de toda ordem, seremos inevitavelmente feitos reféns das nossas próprias tolices e acumularemos prejuízos irreparáveis em nosso patrimônio existencial. Restará para esses um lamento tardio quando descobrirem que fizeram da sua vida um emaranhado confuso do qual não podem mais escapar.

Olhar pra dentro é despertar. A pergunta que se deve fazer nesse ponto é: “eu quero realmente despertar?” Muitos, por conta de uma configuração psíquica mal estruturada “preferem” permanecer no seu mundo de sonhos, perpetuando na idade adulta as doces fantasias de uma infância remota da qual não conseguem se desgrudar. Regridem constantemente àquele estado ideal de delícias.

Despertar é o início da grande saga. Não é necessário ir à Espanha para fazer o caminho de São Tiago de Compostela, peregrinações religiosas a Meca, Jerusalém, ou Juazeiro, acompanhado de um uma multidão de outros “fiéis”; Tampouco se estabelece contato consigo mesmo através de jornadas místicas, meditação transcendental, experiências alucinógenas, chás psicotrópicos de ayuasca, fraternidades de maluquinhos em busca de uma aventura rasa…

Não, a senda do “conhece-te a ti mesmo”, é uma senda solitária, às vezes inóspita, onde, colocados diante do espelho misterioso que não reflete a aparência mas a essência daquilo que lhe é exposto, teremos finalmente um encontro com o aquele ou aquilo que realmente somos. Nos veremos surpreendidos diante da imagem por trás da forma; possivelmente nos custará acreditar naquilo que nossos olhos contemplarão…

Na jornada rumo ao autoconhecimento vai-se perdendo, à medida que se caminha, bagagens desnecessárias; A altivez perde a pose e a empafia se vê forçada a descer do “salto” no deserto em que se adentra nessa busca; A maquiagem que antes emprestava ao rosto o enfeite cosmético começa a derreter ante o sol da verdade silenciosa das revelações a respeito do outro, aquele estranho que até então desconhecíamos. A artificialidade da beleza agora borrada precisa ser lavada…

Surpresas! supresas na vereda que conduz ao centro… Nem tudo, entretanto, será desconforto e desagrado. Há beleza também há ser encontrada. Será difícil para alguns acreditarem que são e que tem tudo aquilo que essa descoberta poderá revelar. Algumas pessoas terão dificuldade de acreditar no potencial que poderá ser revelado por estarem já há muito tempo nos cárceres da baixa auto-estima, outras acharão difícil crer na baixeza de sua real estatura por já terem se acostumado às altitudes perigosas do orgulho.

O exercício da auto-avaliação é uma ferramenta de grandíssima importância para o indivíduo em seu trabalho de prospecção nas jazidas da alma. Pode ser extremamente desgastante o trabalho de conhecer-se a si mesmo e certamente pode levar tempo, dinheiro e muita disposição. Mas o seu resultado será sempre surpreendente.

Extraído de “VOCE, o Sujeito da Frase” de Luiz Leite

Anúncios

9 comentários sobre “Olhando para Dentro

  1. Vander Guerhardt disse:

    Muito bom! alias foi otimo.Como sempre.E muito bom poder ler textos dessa qualidade, coisas que nos fazem pensar e reagir as intenperies da vida. Acredito que o espelho da alma nem sempre reflete as aparecias exteriores, pois a mesma, e escolada em engarnar-nos, dessa forma, creio eu, que o desafio do homem e penoso porque ele tem que transcender o reflexo muitas vezes distorcidos pela ambicao humana. Neste caso, analiso a alma como a parte mais “fora” do corpo, a parte mais externa da profundidade e complexidade que e o Homem. Quando se pergunta: Eu quero mesmo desperar? acredito que alma, como uma entidade “sanguinea” e a primeira a querer responder tal pergunta para nos,quando de fato ela deveria ser apenas uma cooperadora das nossas decisoes, ela assume o papel do todo e nos conduz sempre aos mesmos caminhos e consequentemente aos mesmos resultados, oh bichinha sapeca,so! mas como eu sempre gosto de dizer: existem varias maneiras de ser fazer Neston…Pois bem, facamos os nosso com sabores variados!!! beijos…da Ovelha internacional!!!!

  2. luiz leite disse:

    mandou bem ovelhão!! Comentários que enriquecem a discussão são muito bem vindos! Abração!!!

  3. Anirsis Fernandes Brito disse:

    Pr Luiz,a dias atrás estava lendo um livro:ponha ordem em seu mundo interior de Gordon MacDonald,o qual retrata exatamente isso,o olhar pra dentro de si,essencial para se desfrutar de uma vida de vitória com Deus e conosco mesmo.Taí uma chave para abrirmos um tesouro muitas vezes encoberto.Obrigada pela preciosidade do texto.Abraços.

  4. Olhando para fora.
    Jesus Cristo falou algo que provocou uma implosão no raciocínio dos seus apóstolos quando ao trocar algumas palavras com um riquinho de sua época foi claro: É mais fácil o impossível acontecer do que o possível não acontecer. Ops!! que isso, estás a ver estrelas!!Na.. né..ni..no ..não … Os seus discípulos, ouvindo isso, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá, pois, salvar-se? E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: “Vou lhes ensinar os quatro passos para alcançar a salvação!!!!!!” 1º – Vá a igreja evangélica mais proxima da sua casa; 2º – Passe pela corrente dos @#$ dos apóstolos; 3º – Faça um propósito com o Pai .. venda tudo o que tens e da de oferta para o templo do bispo; e, finalmente é o fim. É impossivel que o possível humano venha a ser uma posiblidade divina. A possiblidade humana é mentir, enganar, etc ..etc. Deus, estava em Cristo Jesus fazendo o impossível acontecer.
    Resultado = A salvação só pode vir de fora. Porque do coração do homem só procedemos maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias Mt.15:19, portanto o possível não deixa de acontecer. O possível de Deus = salvar o impossibilitado. O possível do homem = pecar+pecar+pecar+pecar=pecador.

  5. luiz leite disse:

    Assim cê dá um nó na cabeça da turma… vixi! mas o fechamento reflete mesmo a possibilidade do homem…valeu.

  6. donizeti disse:

    “O dificil não é só olhar para dentro, e sim se encontrar com o que está lá dentro e tomar a decisão de mudar, e mudança significa, perdas de muitas coisas que ao longo do tempo nos pareceu bom, viver em um novo lugar,não apenas físíco, mais espiritual o que muitas das vezes a nossa visão exterior não quer ver, pois se diferem uma da outra, e isto nos choca de maneira tal que preferimos continuar a viver o exterior. Olhar para dentro é ver o verdadeiro, pois o que esta do lado de fora é apenas uma figura que vive em função das coisas que o rodeia.

    Donizeti.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s