Essa Metamorfose Ambulante…

20060828103716-papilio-machaon1

Essa Metamorfose Ambulante…

Pr Luiz Leite

Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante…”

Assim falou Raul Seixas, ou melhor, assim cantava o roqueiro baiano com sua voz esganiçada e peculiar irreverência. Pois eu também cantarolei a metamorfose, toquei nos bares, nas rodinhas de amigos… Os tempos eram outros.

Quando o Raul pregava a Metamorfose Ambulante lá pros idos dos anos 70, muitos religiosos torciam o nariz em desaprovação às insinuações daquele magricela que incitava a juventude à rebeldia com suas letras “perigosas.”

Como o Raul era um cara que lia, não duvidaria que ele tivesse se inspirado num dos lemas da Igreja Reformada (Ecclesia Reformata Et Semper Reformanda Est) para compor sua famosa melopéia. É óbvio que sua cantilena não preconiza aquilo que encerra o lema da Reforma, mas bem poderia ser que tenha tirado do nosso lema a idéia central para a mesma.

A Igreja não pode ser essa metamorfose ambulante, como sugere o poeta em sua irresponsabilidade despojada, mas tampouco deveria ser uma entidade sufocante, sisuda e tacanha até… Ecclesia Reformata Et Semper Reformanda Est. “Igreja reformada, sempre se reformando.” Ainda que a frase sugira um constante renovação como forma de se evitar o marasmo asfixiante das estruturas eclesiais rígidas, as verdades centrais e postulados fundamentais da Reforma permanecem inegociáveis:

Sola Gratia – A salvação vem por meio da graça mediante a fé. É favor de Deus.

Sola Fide – A justificação (ser declarado justo por Deus) só é possível através da fé em Jesus e sua obra.

Sola Scriptura – A Bíblia é a única fonte da doutrina cristã. É a única regra de fé e prática.

Solus Christus – Cristo é o único mediador entre Deus e os homens. Não pode haver outro(a)!

Soli Deo Gloria – Só Deus é digno de glória e mais ninguém!

Com o passar dos séculos todas as coisas podem mudar. Não precisamos nos aferrar a modelos caducos, a formas inadequadas para os tempos que exigem mudanças… Modelos podem ser substituídos. Métodos podem ser descartados. Não precisamos brigar pela forma pois ela não é eterna; Lutemos apenas pela essência e, se necessário, morramos para mantê-la…

No dia 31 de Outubro a Reforma completou 491 anos.

Soli Deo Gloria!


Anúncios

8 comentários sobre “Essa Metamorfose Ambulante…

  1. Paulo Kattah disse:

    Algo que eu creio que seja exatamente o desafio para a nossa igreja nos dias de hoje é compreender a situação do perdido sem comprometer a verdade do Evangelho.O Evangelho é imutável e ,como vimos no texto ,a sua essência também,porém o mundo está em uma metamorfose constante,mas a essência do homem também não mudou,e creio que suas necessidades também não.Talvez um dos motivos pelo qual a igreja erra,seja exatamente por sair da simplicidade do Evangelho.Se Deus fez ele de forma simples,quem somos nós para complicá-lo.Acho que existem muitos teólogos nesse mundo,e isso sem dúvida é algo muito importante,o conhecimento sem dúvida é muito importante.O que penso às vezes é: Quantos desses teólogos olham para si mesmos e dizem: “Senhor,faça de mim um servo melhor,um servo que glorifique o teu nome ,e que o faça engrandecido entre as nações,não pelo privilégio de simplesmente conhecer a tua Palavra,mas pelo fato de que ela venha a se tornar uma realidade na minha vida,não por aquilo que eu falo,mas por aquilo que eu faço.” Sei que não está nas nossas mãos como diz a Palavra,nem o querer ou o efetuar,mas se nos dispormos e pedirmos àquele que de fato pode nos dar o que precisamos,então o Evangelho vai deixar de ser teórico e se tornará uma realidade na nossa vida,não para que nós sejamos glorificados,porque ainda assim não teríamos mérito nenhum ,mas para que o nome do nosso Pai seja glorificado.Como diz o velho ditado popular: “Pedir não custa nada.” E creio que seja a porta principal para a humildade, e creio que quando o homem consegue juntar essas duas coisas,conhecimento com humildade,de fato o nome de Deus passa a ser glorificado,afinal,Deus não está ao lado dos soberbos, e sim, dos humildes.

  2. donizeti garcia disse:

    A paz.
    A mais de 2000 anos o evangelho é pregado com as mesmas palavras, e neste tempo as vidas vem se convertendo, não por meio de mudanças, mas pela própria verdade, a qual diz: Que conhecendo Ela, Ela nos liberta.`
    É! Precisamos mesmo de uma libertação, mas é de nós mesmos, de nossas imponências, imposições, declarando que esta ou aquela é a certa, como se nós tivessemos toda a certeza do mundo e atravez de nossos metodos de reformas “metamorfosearmos” as pessoas. As pessoas não estão precisando de uma metamorfose, isto é mudança de forma, mas estão precisando de uma fusão com a verdade.
    Donizeti.

  3. luiz leite disse:

    Mandou bem Paulo! Voce estava mesmo inspirado… mande mais comentários.
    abração!

  4. luiz leite disse:

    Precisamos mesmo de uma fusao com a Verdade a ponto de podermos dizer como o Apostolo: Não mais vivo; Cristo vive em mim…
    abraços Pr Donizeti!

  5. Aricélio disse:

    É, por isso que a Palavra já adiverte em Rm 12:2: NÃO, vos conformeis com este século, mas trasformai-vos pela RENOVAÇÃO da vossa MENTE, para que experimenteis qual a seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.Somente aquele cuja mente está renovada experimentará a BOA, AGRADÉVEL e PERFEITA vontade de Deus.
    abraços.
    Ari (quer dizer leão)
    Célio (quer dizer celestial, ou do céu)
    logo, percebi que sou filho do Leão de Judá. kkkk, risos.
    Jesus é maravilhoso.

  6. luiz leite disse:

    É verdade Leão, Jesus é mesmo maravilhoso! te deu um nome que não está acima dos outros nomes não, mas que é bonito, isso n há dúvida…ainda mais agora com essa explicação que voce arranjou….rsss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s