Por fora bela viola…

Arte: Steve Hanks

Por fora bela viola…

Por Luiz C Leite

Se não vos tornardes como crianças, de maneira alguma entrareis no Reino dos Céus!”

Jesus estabeleceu uma condição absolutamente estranha aos religiosos do seu tempo que esperavam alcançar o visto para o céu por meio da cerimoniosa e enfadonha prática de uma religiosidade desprovida de conteúdos. Tão oca era a pretensa espiritualidade dos seus contemporâneos que chegou a lançar mão de uma figura de linguagem radical ao classificá-los como “sepulcros caiados...”

Por fora – reza o adágio – bela viola, por dentro, pão bolorento! Jesus foi radical. Não alisava! Nunca usou de amenidades para endereçar a louca presunção humana. Deixa-me dizer algumas obviedades. Garanto, entretanto, que valerá a pena essa breve reflexão sobre o flagrante absurdo que marca praticamente todas as biografias de todos os humanos… O homem é uma criatura dada ao desatino, e disto sabemos bem.

Realmente foi difícil para os contemporâneos de Jesus, e continua sendo difícil para nós hoje, entender como é esse negócio de “tornarmo-nos como crianças…” Jesus deu um na cabeça de Nicodemos quando disse que importava que o mesmo nascesse de novo se quisesse ver o Reino de Deus.

Ao dizer que precisamos “nascer de novo”, Jesus lança uma pá de cal sobre toda e qualquer possibilidade de virmos a nos apoiar sobre os nossos atos de justiça, nossa bondade ou sobre a prática da nossa religião, não importa quão piedosa se pareça. Em outras palavras, não há meios de reformar o homem avariado… O sinistro deu perda total!

Por essa razão não se apresse a apresentar qualquer defesa para advogar sua pretensa sanidade. Montaigne dizia que: “A presunção é nossa doença natural e original. O homem é a mais calamitosa e frágil dentre todas as criaturas, e a mais orgulhosa.”

MIchel Foucault em sua História da Loucura diz que a pior loucura do homem é não reconhecer a miséria em que está encerrado, a fraqueza que o impede de aproximar-se do verdadeiro e do bom. Tanto Foucault quanto Montaigne, fazem observações precisas da condição humana. Muito embora não confessassem a fé cristã à moda dos discípulos de Jesus, admitiram aquilo que as Escrituras já há muito afirmavam.

Só mesmo nascendo de novo podemos nos tornar como crianças; só cultivando um coração puro poderemos ver a Deus… Cuidemos que a religião não nos cegue, como fez com os fariseus! Que Deus nos acuda!

Anúncios

18 comentários sobre “Por fora bela viola…

  1. Bão muito bão,não tem como servir a Deus e ao ventre ao mesmo tempo.Precisamos abrir nossos olhos,e sairmos da zona de conforto,pois ela
    pode nos tornar estereis.
    morramos para as nossas proprias vontades porque la esta a verdadeira vida,Cristo Jesus.

  2. Ei Amigão!! até que enfim um comentario seu…e ótimo, diga-se…bão, muito bão mesmo…abração!

  3. temos que a cada segundo nos tonarmos como uma criança pura,doce,transparente para que quando pronuciarmos o que pensamos haja sinseridade em nossos olhos,compromisso o verdadeiro caracter de Cristo Jesus.No amor do senhor. Nubea

  4. é isso mesmo nubea…só mesmo nascendo de novo!

  5. Paz e Graça

    Pr.Luiz

    Glorifico a Deus por me permitir que eu pudesse nascer de novo, após meu batismo.
    Confesso que me sinto sensibilizada com as coisas que Deus faz na minha vida no dia a dia, so sei que meu amor por Jesus e muito grande, tenho que ter mais compromisso com Jesus eu sei, mas neste momento o senhor tem tratado comigo de forma diferente, me emociono em falar do assunto sou grata a Deus por isto. Sou uma criança grande mas com responsabilidade de adulto, acho que isto que Jesus espera de nós todos seus filhos amados. UM ABRAÇO.

  6. Concordo Pr,
    Mas onde estão estas crianças hoje? Pois delas é que é o reino dos Céus! A criação já está gemendo aguardando a manifestação destes filhos de Deus. Mas, não tem fórmula mágica não. Para ser criança é necessário experimentar o novo nascimento. Quem ainda não é criança precisa nascer de novo.

  7. é verdade Dora…voce colocou muito bem…ele espera de nós exatamente isto: crianças grandes mas com reponsabilidade de adultos! abração

  8. é isto, não tem saída…quem nascer de novo não pode nem ver o Reino, quanto mais entrar nele! abração ari!

  9. Esse escritor tem futuro!
    Tocou em um tema que eu gosto!
    Que possamos ser como as crianças que eu convivo: humildes, simples,alegres e confiantes!
    Abraçao, Alexa.

  10. Obrigado Alexandra! Voce melhor do que ninguem deve ter entendido a profundidade dessas águas… só mesmo nascendo de novo!

  11. Pr Luiz,vida cristã parece um paradoxo,não,ser interiormente uma criança e nos comportarmos como adultos.Mas os ensinamentos de Jesus são os mais sábios e verdadeiros que existem.Que nós nos empenhemos para mantermos esse coração como que de criança.Como diz o Ari,não existe mágica,é necessário empenho,zelo,obediência,disposição,temor mas a recompensa do nosso Deus é certa.”Deus não se deixa escarnecer,tudo o que o homem semear,ele ceifará”.Abraços.Anirsis.

  12. Valeu Nircinha! é isso! abraços

  13. Este e nosso maior pecado, colocarmos nosso “eu” acima de tudo, sobretudo da vontade de Deus. A nossa vontade nao e nossa, e sim dEle, mas como aceitar ou permitir que O deixemos agir da maneira que Ele quer? Realmente, temos que nascer de novo, pois enquanto formos adultos, somos independentes e toda crianca depende de seu Pai. Um abraco pastor.

  14. Abraçao Cris! O homem está avariado e nao tem reforma…Só Jesus!

  15. Esse nascer de novo requer convicção e acima de tudo reconhecer que vc é um miseravel pecador, nós não passamos de um trapo de imundicia, mas Jesus veio e nos ensinou, que devemos sim, ser como uma criança, humilde, e dependente do seu pai. Mas toda dívida que havia contra nós ELE pagou lá na cruz. É por isso que não canso de falar desse DEUS, que mede o oceano na palma da mão.ESSE È QUE DEUS, o resto é baal.abraço

  16. Gloria a DEUS! Bem colocado…Jeová é Deus e o resto é baal…

  17. Pingback: Deixe que falem… « um dedo de prosa

  18. Pingback: Cinco Artigos Escolhidos « um dedo de prosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s